(11) (11)

(11)

Instalação de Sistema Elétrico

Gostou? compartilhe!


Fonte: (Empresas de Instalação Elétrica)

A instalação elétrica é um conjunto constituído de fios, cabos e outros componentes que interligados resultam na formação de um sistema de corrente elétrica para abastecimento dos terminais de uma construção.

Todas as instalações devem ser definidas em um projeto elétrico que será feito por um profissional ainda na planta da edificação. O projeto elétrico determina a dimensão do sistema, escolhe os circuitos e dita os materiais que serão necessários para a instalação.

Os pontos de luz e eletricidade da edificação também são definidos no projeto e tudo deve ser feito com base na avaliação das necessidades de cada ambiente e dos possíveis aparelhos eletrônicos que serão utilizados com frequência.

Para garantir segurança na instalação de sistema elétrico é importante que o profissional instalador seja capacitado e assim, seja possível evitar não colocar a sua vida e dos futuros ocupantes da edificação em risco. Uma instalação mal feita pode resultar em sérios problemas.

Desde o consumo exagerado de energia elétrica até curto circuitos no sistema - motivados pela fuga de corrente. Mas fique atento, pois não é o suficiente ter um bom projeto se a instalação não for feita por profissionais qualificados e não utilizar produtos certificados.

CUIDADOS COM A INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO RESIDENCIAL E CORPORATIVO

A instalação elétrica é uma das etapas de uma construção que mais merecem atenção, tendo em vista que o choque elétrico é uma das principais causas de acidentes graves e fatais em residências e ambientes corporativos.

Por isso, a falta de conhecimento põe em risco não só quem trabalha na obra, mas compromete os futuros ocupantes da edificação. Sendo assim, todos os cuidados devem ser tomados nas instalações elétricas. Desde a fase de concretagem até a finalização pós- pintura, quando são instalados os espelhos das tomadas e os interruptores.

Sendo assim, o mais indicado é contar com as Empresas de Instalação Elétrica. Pois, possuem Mão de Obra em Serviço Elétrico altamente qualificada e contam com ampla experiência em todo tipo de construção residencial ou comercial.

COMO REALIZAR UMA INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO DE QUALIDADE

É essencial empregar materiais que atendam às normas nacionais para a constituição do seu sistema elétrico. É possível encontrar nas embalagens de fios e cabos elétricos, tomadas, disjuntores e outros elementos a identificação da certificação do Inmetro.

A Instalação de Sistemas Elétricos Comerciais bem feita pode durar em média 20 anos. Mas ao completar 10 anos, já é indicado agendar uma revisão para verificação do estado de seus condutores, soquetes, interruptores e outras instalações.

DISJUNTORES GARANTEM SEGURANÇA PARA A INSTALAÇÃO ELÉTRICA

O disjuntor funciona como um elemento de segurança na instalação elétrica. A organização dos elementos deve ser feita para prevenção de sobrecargas. Este elemento pode ser unipolar, bipolar ou tripolar, e a sua utilização dependerá dos detalhes descritos no projeto elétrico.

Toda vez que a capacidade dos condutores for ultrapassada, o disjuntor desliga sozinho. É uma espécie de alerta para que o problema seja analisado e solucionado e depois possa ser religado sem perda de peças ou fiação.

DISJUNTOR E FUSÍVEL PARA INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

O disjuntor é um componente diferente do fusível e tem um comportamento também diferenciado. Quando o fusível apontar que a capacidade dos condutores for ultrapassada, ele não poderá ser religado, pois tem a necessidade de ser substituído.

Em Instalação de Sistemas Elétricos para Edificações os circuitos são divididos e protegidos pelos disjuntores de acordo com a capacidade de cada um. O disjuntor ou fusível protege os condutores contra situações anormais de funcionamento do sistema.

Portanto, não devem ser substituídos sem uma minuciosa avaliação das condições dos condutores e outros elementos. Caso contrário o sistema é passível de gerar mais uma vez um dano ao componente, mesmo novo.

O valor do disjuntor é sempre definido em ampéres e deve ser compatível com a capacidade de condução da bitola do fio. Ambos são dependentes da corrente elétrica que circula na instalação.

COMO FAZER A TROCA DO DISJUNTOR DE SEU SISTEMA ELÉTRICO?

A substituição de um disjuntor por outro modelo de corrente mais alta faz necessário uma análise do circuito e a possibilidade de troca dos fios e cabos elétricos por outros de bitola maior.

Fique atento quando um disjuntor desliga um circuito, pois desligamentos recorrentes indicam sobrecarga. Por isso, não é recomendado substituir os disjuntores por outros de corrente maior sem analisar o circuito.

QUADROS GRANDES E QUADROS PEQUENOS PARA INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

Fonte: (Instaladora de Sistema Elétrico)

Construção, principalmente de prédios corporativos, possuem muitos cômodos e costumam ter uma quantidade maior de lâmpadas e equipamentos instalados. Consequentemente, usam mais energia e precisam de quadros maiores, com mais circuitos para que seja possível empregar maior segurança e evitar sobrecargas.

O correto dimensionamento dos quadros só é possível por meio de uma análise e um projeto realizado por um engenheiro eletricista. No caso de reformas de casas muito antigas, é comum encontrar quadros pequenos e com poucos circuitos.

Entretanto, atualmente utiliza-se inúmeros equipamentos na tomada e a utilização no dia a dia exige mais energia. Porém, as construções mais velhas não suportam esse nível de consumo e novas Instalações Elétricas Residenciais podem ser necessárias.

Logo, ao reformar uma construção dessas, é muito provável que será necessário substituir o quadro por um novo maior, que permita abrigar mais circuitos e que esteja em conformidade com as normas atuais de elétrica e de segurança.

DISPOSITIVO DR OBRIGATÓRIO EM UMA INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO

Fonte: (Instalação de sistema elétrico)

O dispositivo Diferencial Residual (DR) possui um papel importante no sistema elétrico. Ele é responsável por detectar fugas de corrente elétrica resultante de vazamentos de energia dos condutores. Essas falhas ocorrem devido à uma instalação incorreta.

Quando o DR nota uma fuga de corrente elétrica na instalação, ele desliga o circuito imediatamente para evitar que uma pessoa seja vítima de um choque. O dispositivo é um interruptor automático que tem o papel de desligar correntes elétricas de pequena intensidade.

Ele é essencial devido ao disjuntor comum não ser capaz de detectar essas falhas que podem ser fatais para uma pessoa ao simples toque em um condutor carregado ou algum elemento que se tornou um condutor acidentalmente devido a uma falha no isolamento.

Este tipo de cuidado é essencial em Instalação Elétrica para Condomínios. Pois, dependendo da instalação, um dano pode acarretar em falta de energia elétrica para muitas pessoas.

O DR pode ser utilizado por ponto, por circuito ou por grupo de circuitos e de acordo com a norma NBR 5410 é obrigatório desde 1997 em circuitos:

  • Locais com chuveiro e banheira;
  • Circuitos que alimentam tomadas localizadas em áreas externas da edificação;
  • Circuitos que alimentam tomadas internas que possam alimentar equipamentos usados na área externa;
  • Energização de cozinha, copa, lavanderia, área de serviço, garagem e outros ambientes internos molhados ou sujeitos à lavagens constantes.

É essencial acertar na escolha do DR. Para que isso aconteça, a corrente nominal (In) do DR deve ser maior ou igual à corrente do disjuntor do circuito ou geral.

POR QUE SEPARAR CIRCUITOS DE ILUMINAÇÃO E DE FORÇA?

Com relação às instalações elétricas de baixa tensão de acordo com NBR 5410, é indicado separar os circuitos de iluminação e de força em quaisquer tipos de edificações e construções. Existem ainda dois bons motivos para separar os circuitos:

  • O primeiro é que não deixá-los juntos permite obter um circuito que não será afetado pela falha de outro, caso ocorra um defeito em um deles;
  • A segunda razão é que o fato de separar os circuitos de iluminação e de força é de grande ajuda na implementação de medidas de proteção contra choques elétricos.

FIOS E CABOS CONDUTORES DE ENERGIA ELÉTRICA

Um fio é um seguimento fino, cilíndrico, flexível e alongado, que deve ser escolhido com muito cuidado em uma instalação elétrica, já que deverá conduzir a corrente elétrica por grandes distâncias.

A diferença entre um fio e um cabo está na flexibilidade, pois a capacidade de condução de corrente é a mesma. Os fios são mais rígidos, pois são feitos de um único filamento. Já os cabos são compostos por diversos filamentos menores, que permitem mais flexibilidade e facilitam percorrê-los pelos eletrodutos ou conduítes.

QUANDO USAR UM FIO OU OPTAR POR CABOS?

Em geral, o cabo é mais usado para constituir a fiação de trechos em que há curvas, por ser bastante maleável. A escolha dos condutores é sempre baseada na aplicação ou preferência do profissional que elaborou o projeto.

Seja sua escolha os fios, sejam os cabos. Em ambos os casos é indispensável optar por produtos que tenham identificações claras como seção, temperatura, tensão de isolamento e número da norma que especifica as características técnicas do condutor.

Os materiais condutores mais comuns são feitos de cobre e revestidos por plástico ou borracha isolante, para maior segurança. Sua utilização ampla como condutor de eletricidade deve sempre contar com uma proteção por eletrodutos na distribuição de luz, força motriz, aquecimento, sinalização ou campainha.

As seções mínimas recomendadas por norma são de 1,5 mm² para iluminação e 2,5 mm² para tomadas de força. Circuitos especiais, como o do chuveiro ou da torneira elétrica, devem ter a potência do equipamento como parâmetro para a determinação da seção do fio.

FIOS DE SISTEMA ELÉTRICO NÃO EMBUTIDOS NAS PAREDES

Os fios que não ficam nos conduítes no interior das paredes merecem uma atenção a mais e necessitam de uma segunda camada plástica protetora, além de isolamento a mais para evitar acidentes.

CORES PADRÃO DE CIRCUITOS DE BAIXA TENSÃO

Conforme a norma NBR 5410, o instalador deverá seguir as cores padrão para circuitos de baixa tensão para compor um sistema efetivo e seguro.

O condutor com isolação na cor azul-claro deve ser utilizado como neutro, já o verde-amarelo ou verde é o conhecido fio terra ou proteção. Já o condutor fase pode ser de qualquer cor, exceto as cores estabelecidas para neutro e proteção.

TIPOS DE CABOS PARA INSTALAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS

Quanto mais fios, mais flexível o condutor. Além disso, o cabo elétrico pode ser:

  • Um condutor isolado - dotado apenas de isolação;
  • Unipolar - constituído por um único condutor isolado e provido de cobertura sobre a isolação;
  • Multipolar - constituído por vários condutores isolados e provido de cobertura sobre o conjunto dos condutores isolados.Imagem

Fonte: (Guia do Marceneiro)

CONDUÍTES OU ELETRODUTOS PARA INSTALAÇÃO DE SISTEMAS ELÉTRICOS?

Os conduítes ou eletrodutos são responsáveis pelo trajeto dos fios e dos cabos e permitem as ligações entre todos os pontos de consumo, comando e o quadro de distribuição de uma construção.

Os conduítes podem ser rígidos ou flexíveis. O seu formato rígido é recomendado para lajes ou outras superfícies concretadas. Porém, na maior parte das instalações, predominam os conduítes flexíveis.

O indicado é que os conduítes sigam caminhos retos ou que façam curvas abertas e de forma distensa. Caso contrário, é possível que ocorra um esforço excessivo do condutor e fios. Suas bitolas são calculadas de acordo com a quantidade de fios ou cabos que deverão conduzir.

ONDE ENCONTRO SERVIÇO DE INSTALAÇÃO DE SISTEMA ELÉTRICO?

A RS Instalações é referência entre as Empresas de Instalações Elétricas Prediais na realização de instalações de sistemas elétricos, hidráulicos e também na preparação de equipamentos de prevenção de incêndios. A empresa possui 15 anos de experiência no mercado e é reconhecida por seus clientes pela qualidade dos serviços prestados, além de toda estrutura moderna e a competência e qualificação de seus técnicos.

Confira as condições exclusivas que a RS Instalações oferece, encontre Instalação de Sistema Elétrico em São Paulode qualidade e com valores acessíveis.

Aproveite as formas de pagamento facilitadas para Instalação Elétrica para Construção Civil e obtenha o melhor custo-benefício para você e seus projetos. Entre em contato e faça um orçamento aqui mesmo no site!

Para saber mais sobre instalação de sistema elétrico

Ligue para ou para ou faça uma cotação


Produtos relacionados


Regiões de Atendimento


  • Verifique as regiões que atendemos
  • Aclimação
  • Bela Vista
  • Bom Retiro
  • Brás
  • Cambuci
  • Centro
  • Consolação
  • Glicério
  • Higienópolis
  • Liberdade
  • Luz
  • Pari
  • República
  • Santa Cecília
  • Santa Efigênia
  • Vila Buarque
  • Aeroporto
  • Brooklin
  • Campo Belo
  • Campo Grande
  • Campo Limpo
  • Capão Redondo
  • Cidade Ademar
  • Cidade Dutra
  • Cidade Jardim
  • Grajau
  • Ibirapuera
  • Interlagos
  • Ipiranga
  • Itaim Bibi
  • Jabaquara
  • Jardim América
  • Jardim Europa
  • Jardim Paulista
  • Jardim Paulistano
  • Jardim São Luiz
  • Jardim Ângela
  • Jardins
  • Jockey Club
  • M'Boi Mirim
  • Moema
  • Morumbi
  • Parelheiros
  • Pedreira
  • Sacomã
  • Santo Amaro
  • Saúde
  • Socorro
  • Vila Andrade
  • Vila Mariana
  • Água Funda
  • Alto da Lapa
  • Alto de Pinheiros
  • Bairro do Limão
  • Barra Funda
  • Butantã
  • Freguesia do Ó
  • Jaguaré
  • Jaraguá
  • Jardim Bonfiglioli
  • Lapa
  • Pacaembu
  • Perdizes
  • Perus
  • Pinheiros
  • Pirituba
  • Raposo Tavares
  • Rio Pequeno
  • Sumaré
  • São Domingos
  • Vila Leopoldina
  • Vila Sônia
  • Água Branca
  • Anália Franco
  • Aricanduva
  • Artur Alvim
  • Belém
  • Cidade Patriarca
  • Cidade Tiradentes
  • Engenheiro Goulart
  • Ermelino Matarazzo
  • Guaianases
  • Itaim Paulista
  • Itaquera
  • Jardim Iguatemi
  • José Bonifácio
  • Mooca
  • Parque São Lucas
  • Parque São Rafael
  • Parque do Carmo
  • Penha
  • Ponte Rasa
  • Sapopemba
  • São Mateus
  • São Miguel Paulista
  • Tatuapé
  • Vila Carrão
  • Vila Curuçá
  • Vila Esperança
  • Vila Formosa
  • Vila Matilde
  • Vila Prudente
  • Água Rasa
  • Alphaville
  • Arujá
  • Barueri
  • Biritiba Mirim
  • Caieiras
  • Cajamar
  • Carapicuíba
  • Cotia
  • Embu Guaçú
  • Embu das Artes
  • Ferraz de Vasconcelos
  • Francisco Morato
  • Franco da Rocha
  • Guararema
  • Guarulhos
  • Itapecerica da Serra
  • Itapevi
  • Itaquaquecetuba
  • Jandira
  • Jundiaí
  • Juquitiba
  • Mairiporã
  • Mauá
  • Mogi das Cruzes
  • Osasco
  • Pirapora do Bom Jesus
  • Poá
  • Ribeirão Pires
  • Rio Grande da Serra
  • Salesópolis
  • Santa Isabel
  • Santana de Parnaíba
  • Suzano
  • São Lourenço da Serra
  • Taboão da Serra
  • Vargem Grande Paulista
  • Atibaia
  • Bragança Paulista
  • Campinas
  • Indaiatuba
  • Itu
  • Itupeva
  • Jacareí
  • Sorocaba
  • Valinhos
  • Vinhedo
  • Bertioga
  • Cubatão
  • Guarujá
  • Praia Grande
  • Riviera de São Lourenço
  • Santos
  • São Vicente
  • Brasilândia
  • Cachoeirinha
  • Casa Verde
  • Imirim
  • Jardim São Paulo
  • Jaçanã
  • Lauzane Paulista
  • Mandaqui
  • Santana
  • Tremembé
  • Tucuruvi
  • Vila Guilherme
  • Vila Gustavo
  • Vila Maria
  • Vila Medeiros
  • Diadema
  • Santo André
  • São Bernardo do Campo
  • São Caetano do Sul

Faça sua cotação

Informações Pessoais

Informações de contato ou cotação

A Cotação foi enviada com sucesso

Estamos enviando um email com nossos dados para contato

RS instalações

Endereço: Rua Banco das Palmas, 200
- Santana - São Paulo - SP
CEP: 02016-020

Email: contato@rsinstalacoeshe.com.br

(11) 2979-0017

(11) 2281-9600

(11) 2977-0497